Lipor recolheu 27 mil toneladas de materiais até Julho



Os serviços recolheram menos 894,28 toneladas de papel/cartão

Os cidadãos do Grande Porto encaminharam para reciclagem cerca de 27.100 toneladas de materiais no primeiro semestre deste ano, menos 5,1% do que em igual período do ano passado, revelou ontem a Lipor, a empresa que faz a recolha.

Em comunicado, a Lipor – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto refere que, nos primeiros seis meses, a quantidade de materiais separados e colocados para reciclagem nos ecopontos, ecocentros e zonas de recolha selectiva foi de 27.169 toneladas. “Os cidadãos separaram 4973 toneladas de embalagens plásticas e metálicas, 9492 toneladas de papel e cartão, 9373 toneladas de vidro e 3331 toneladas de outros materiais”, acrescenta.

A Lipor admite que a “crise económica instalada” esteja na origem do decréscimo sentido ao nível da quantidade de resíduos recolhidos neste semestre face a igual período do ano anterior.

De acordo com o relatório de análise estatística publicado online pela Lipor, “a quantidade de papel/cartão recolhida (…) apresenta uma descida acentuada de 894,28 toneladas”, quando comparado com igual período de 2010. “Também se registou uma ligeira descida no material embalagens plásticas e metálicas, de cerca de 15 toneladas”, refere, acrescentando que apenas “o fluxo de vidro apresenta uma estagnação face a igual período do ano anterior”.

A Lipor considera que “a redução do consumo, face à crise económica instalada, o desvio de materiais para outros retomadores, e uma menor participação na separação de materiais/desmotivação” são factores que podem estar na origem desta diminuição da quantidade de resíduos encaminhados para a reciclagem.

No primeiro semestre do ano, salienta ainda o relatório, a Lipor sentiu “decréscimos ao nível da recolha de sucatas, REEE e monstros não-metálicos (cerca de 203 toneladas, 163 toneladas e 156 toneladas, respectivamente)”.

No capítulo referente à valorização orgânica, o relatório adianta que também aqui se “verificou um decréscimo no total de verdes recepcionados de cerca de 1487 toneladas”. Esta descida verificou-se “principalmente ao nível da recolha de resíduos verdes procedentes de circuitos diversos (camarários, empresas de manutenção de espaços verdes, outras entidades privadas)”. Para a Lipor, a “descida acentuada” que se registou no fluxo dos resíduos verdes está relacionada com “a cessação de, nomeadamente, contratos de manutenção de espaços verdes”.

Apesar destes indicadores, a Lipor sublinha que, “de acordo com os objectivos definidos para a recepção de materiais pela Divisão de Reciclagem e Valorização Multimaterial para o ano de 2011 (52.500 toneladas), o grau de execução do primeiro semestre de 2011 apresenta resultados que indiciam o cumprimento definido (51,7 %)”.

Fotogarfia: Adriano Miranda
Fonte: ECOSFERA – Público
Original: http://bit.ly/oKWwpt


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: