Indonésia adopta um dos mais ambiciosos planos para reduzir poluentes




Grande parte dos esforços estará concentrada na redução das emissões do sector florestal

A Indonésia adoptou um plano de acção para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa da indústria, florestas e agricultura, considerado um dos mais ambiciosos entre os países em desenvolvimento, anunciou hoje o Governo.

O plano, assinado pelo Presidente Susilo Bambang Yudhoyono a 20 de Setembro, define de que forma vão as agências nacionais implementar as metas e será avaliado periodicamente. O objectivo do plano de acção é reduzir 26% ou então 41% com a ajuda internacional, até 2020, em relação a um cenário de business as usual. O Governo estima as emissões de GEE da Indonésia em 2,1 mil milhões de toneladas, em 2005, mais ou menos o mesmo que a Índia. Em 2030 deverá atingir as 3,2 mil milhões de toneladas.

Grande parte dos esforços estará concentrada na redução das emissões do sector florestal. Cerca de 80% das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) do país tem origem na desflorestação e queima de vastas zonas de turfeiras. De acordo com o plano agora aprovado, o sector florestal e as turfeiras deverão reduzir as emissões em 672 milhões de toneladas até 2020 e até mil milhões se os países ricos ajudarem com mais financiamento, disse o enviado especial da Indonésia para as alterações climáticas, Agus Purnomo. A meta até 2020 para os sectores da Energia e dos Transportes é uma redução de 56 milhões de toneladas.

Ainda assim, as organizações não governamentais de Ambiente têm dúvidas sobre a concretização do plano. “Apesar de o Governo da Indonésia ter considerado o sector florestal como crucial para a redução das emissões, a verdade é que nada tem melhorado desde que Yudhoyono anunciou, em 2009, o seu compromisso para com a redução das emissões, entre 26 e 41%”, comentou Yuyun Indradi, da Greenpeace na Ásia, citado pelo jornal “Jacarta Globe”.

As grandes nações em desenvolvimento – como a Indonésia, China, Índia e Brasil – têm vindo a ser pressionadas pelos países desenvolvidos a reduzir as suas emissões de GEE para se conseguir limitar o aumento das temperaturas mundiais nos 2ºC.

Fotografia: Beawiharta/Reuters
Fonte: REUTERS – Ecosfera Publico
Original: http://bit.ly/qWSMyw


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: