Austrália aprova taxa de carbono para os maiores poluidores



Na Austrália, as emissões de CO2 por habitante estão entre as mais elevadas do mundo

A Câmara baixa do Parlamento australiano aprovou hoje, mesmo à justa, a lei que instaura uma taxa de carbono para os maiores poluidores, depois de anos de debate intenso.

O documento do Governo minoritário da trabalhista Julia Gillard – líder de uma coligação que inclui os “Verdes” e três deputados independentes – foi adoptado por 74 votos contra 72. “Hoje é um dia importante para os australianos e para os australianos do futuro que quiserem ter um Ambiente melhor”, declarou a primeira-ministra Gillard.

Se, em Novembro, a Câmara alta confirmar este resultado da votação, os maiores poluidores deverão pagar uma taxa pelo dióxido de carbono que emitirem, a partir de 1 de Julho de 2012. Cerca de 500 empresas estarão abrangidas. A partir de 2015, esta taxa – fruto de um compromisso entre os trabalhistas e os “Verdes” – cederá o lugar a um sistema de comércio de emissões na Ásia-Pacífico, a preços variáveis, fixados pelo mercado.

A Austrália, cujas emissões de CO2 por habitante estão entre as mais elevadas do mundo, tenta há muito tempo criar uma taxa para os poluidores ou um sistema de comércio de licenças de emissão. Mas todas as tentativas anteriores fracassaram.

A taxa é fortemente criticada pela oposição conservadora, que acusa o instrumento de ser ineficaz, destruidor de empregos e de causar um aumento do custo de vida dos australianos. Depois da votação, o líder da oposição, Tony Abbott, já garantiu que, se formar Governo vai rejeitar a taxa de carbono, noticia hoje a estação de televisão australiana ABC. Vários grupos industriais também já avisaram que vão continuar a combater este projecto.

Mas as associações de defesa do Ambiente têm opinião contrária. “Hoje, os nossos deputados disseram ‘sim’ à promoção de uma economia mais forte, ‘sim’ à criação de empregos nas indústrias limpas e ‘sim’ à luta pela protecção da nossa vida selvagem”, disse Dermot O’Gorman, director da organização WWF na Austrália.

Fotografia: Daniel Munoz / Reuters
Fonte: Ecosfera – Público /AFP
Original: http://bit.ly/qMe6hM


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: