Radioactividade elevada numa rua de Tóquio alarma moradores



Ainda não se sabe qual a origem das garrafas

Esta semana, os habitantes do bairro de Setagaya, em Tóquio, foram alarmados com a descoberta de níveis de radioactividade anormalmente elevados, numa casa abandonada naquela zona da cidade. As autoridades afastam qualquer ligação com a central nuclear de Fukushima.

Tudo aconteceu numa rua do bairro Setagaya quando, há uma semana, foram registados níveis de radioactividade na ordem dos 2,7 microsieverts por hora, depois de uma denúncia apresentada por moradores. Depressa se espalhou o receio de uma possível contaminação vinda da central nuclear de Fukushima 1, danificada pelo tsunami que a atingiu a 11 de Março. Os jornais locais avançaram a hipótese de uma acumulação de água da chuva com partículas radioactivas vindas da central.

As autoridades selaram a rua e, depois de várias investigações, concluíram que a origem do problema era um caixote de madeira com dezenas de pequenas garrafas de vidro na cave de uma casa abandonada, noticia a estação de televisão japonesa NHK. Mais próximo deste caixote foram registados níveis de radioactividade ainda mais elevados, que ultrapassaram a capacidade dos instrumentos de medição (mais de 30 microsieverts por hora).

As garrafas foram colocadas numa caixa selada, que bloqueia a radioactividade, e retiradas daquele bairro.

De acordo com a NHK, as autoridades acreditam que as garrafas contêm rádio-226, material radioactivo utilizado no tratamento do cancro e em tintas fluorescentes.

Já foi aberta uma investigação para apurar o caso. Para já, as autoridades garantem que a central de Fukushima, a 220 quilómetros de distância, nada tem a ver com esta contaminação. “Foi encontrado rádio-266 nas garrafas. Isto nada tem a ver com o acidente de Fukushima”, disse um responsável do Ministério das Ciências e Tecnologias, citado pela agência AFP. Ainda assim, a origem destas garrafas continua a ser um mistério porque o proprietário da casa desconhecia por inteiro a sua existência.

Autor: Helena Geraldes
Fotografia: Kyodo / Reuters
Fonte: Ecosfera – Público
Original: http://bit.ly/qruVir


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: