Hotel suíço produz mais energia do que gasta



Hotel somou este ano três galardões pela renovação feita para se tornar mais energeticamente eficiente. Alta tecnologia mistura-se com a paisagem dos Alpes.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

Hoje em dia, existem uma série de galardões que têm por objetivo promover, incentivar ou reconhecer os edifícios mais verdes e energeticamente eficientes. Entre estes, um dos mais cobiçados é o PlusEnergieBau (PEB), o único prémio no mundo para edifícios que produzem mais energia do que aquela que gastam.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

O Romantic Hotel Muottas Muragl, na Suíça, recebeu o PlusEnergieBau Award 2011, assim como os galardões Milestone 2011 Tourism Award e o Solar Award 2011. A razão para estes prémios? O hotel foi alvo em 2010 de profundas remodelações que diminuíram significativamente o consumo de energia, criando assim o primeiro hotel sustentável da Suíça.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

Este resort de luxo a quase 2500 metros de altitude conseguiu com as renovações reduzir o seu consumo de energia em 64%, de 436 kWh para 157,4 kWh por ano. Anteriormente, necessitava de 40 mil litros de óleo de aquecimento anuais, assim como de eletricidade adicional para manter uma temperatura ambiente elevada. Agora, todas estas necessidades são satisfeitas com energia solar.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

Um sistema de tubos equipados com tecnologia solar permitem ao Romantic Hotel Muottas Muragl obter água quente, e a eletricidade necessária para operar em todo o resort é obtida através de um sistema fotovoltaico e 16 bombas de calor geotérmicas.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

Para além da sustentabilidade, este hotel conta com instalações para a prática de esqui, snowboard ou tobogã. No verão, as atividades da neve são substituídas por passeios ao longo da magnífica paisagem dos Alpes.


(Fotografia: Romantic Hotel Muottas Muragl)

A quem estiver interessado: passar uma noite neste hotel tem vários preços, a partir dos 230 euros.

Autor: Carlos Afonso Monteiro
Fonte: Movimento Milénio / Expresso
Original: http://bit.ly/vojuCB


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: