Escola nos EUA produz energia necessária para consumo



Lady Bird Johnson Middle School foi construída em uma área de 45.600 metros quadrados; construção inclui turbinas eólicas, painéis solares e outras tecnologias avançadas


As grandes turbinas eólicas produzem apenas 1% da energia necessária para abastecer toda a estrutura. (Fotografia: Divulgação)

O estado do Texas é conhecido nos Estados Unidos como o centro das tradições “countries”. Agora ele também está famoso por abrigar a primeira escola do país a produzir de maneira limpa toda a energia necessária para o seu funcionamento.

A Lady Bird Johnson Middle School foi construída na cidade de Irving em uma área de 45.600 metros quadrados, que facilitou a produção de energia renovável de diversas maneiras: eólica, solar e outras tecnologias avançadas que foram incluídas na construção.

O escritório Corgan Associates, de Dallas, liderou a equipe de arquitetos que construiu a escola, usada não apenas como sala de aula, mas também como referência em sustentabilidade e eficiência energética. Esses diferenciais da instituição de ensino são percebidos em cada detalhes, desde as 12 turbinas eólicas gigantes instaladas na lateral do prédio, até a grade curricular.

Por mais incrível que possa parecer, as grandes turbinas eólicas produzem apenas 1% da energia necessária para abastecer toda a estrutura. O restante é obtido a partir de 2988 painéis solares instalados no telhado. Eles são equipados com tubos cilíndricos que captam a luz do sol em 360 graus, aumentando potencialmente a capacidade de aproveitamento energético. Toda a produção excedente é direcionada para a rede de distribuição local.

Ter energia limpa disponível não seria suficiente para tornar a obra sustentável. Por isso, os arquitetos se preocuparam com a eficiência de todo o edifício. As bombas de calor geotérmicas auxiliam o sistema de arrefecimento, tornando-o 30% mais econômico. A equipe usou paredes isoladas e construiu um grande dossel nas laterais do edifício para bloquear o sol quente do Texas, mesmo assim, foram usadas muitas janelas para permitir a iluminação natural dentro das salas de aula.

Como a escola é considerada um laboratório de aprendizagem, a grade curricular inclui aulas sobre eficiência energética. Assim, os alunos do ensino fundamental podem estudar as diferenças na produção de energia solar em um dia nublado, em comparação a um dia ensolarado. Enquanto isso, os estudantes de ensino médio podem aprender a calcular a produção média geotérmica da escola. A instituição é equipada com uma plataforma de observação, onde os alunos podem examinar as placas fotovoltaicas, e monitores de energia estão espalhados por todo o corredor, para que os estudantes possam ver exatamente a quantidade de energia utilizada pela escola.

A Lady Bird Johnson Middle School está em busca do selo LEED, concedido às construções sustentáveis pelo Green Building Council.

Fonte: Exame / CicloVivo
Original: http://bit.ly/yxyqL2


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: