Governo alarga protecção a aves selvagens nas Berlengas




Berlenga abriga seis espécies de aves. Foto: Nelson Garrido

O Governo alargou a zona de protecção das aves selvagens nas Berlengas, ao largo de Peniche, numa portaria publicada hoje em Diário da República.

O decreto-lei publicado vem alterar a zona de protecção, de modo a incluir as áreas de alimentação e repouso da cagarra, uma espécie de ave selvagem ali existente.

A alteração, que decorre também de uma directiva comunitária, tem como objectivo “assegurar a efectiva salvaguarda dos valores naturais em presença”, nomeadamente as áreas de “importância excepcional para a conservação das aves selvagens”.

As Berlengas apresentam desde características geológicas únicas, a um relevo escarpado em que são comuns à formação de grutas e fendas terrestres e submarinas.

A sua localização contribui para a produtividade e diversidade de espécies e de habitats marinhos, bem como para uma paisagem única na região.

Nas ilhas nidificam seis espécies de aves marinhas: duas espécies de gaivotas, a cagarra (ou pardela), o corvo marinho, o airo e o roque-de-castro.

O arquipélago das Berlengas foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e tem estatuto de reserva natural desde 1981.

Source: Ecosfera-Público / LUSA
Original: http://bit.ly/KcH4V8


FOLLOW US / SIGA-NOS:
              

Leave a Reply / Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: